terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Dicionário para Série Maníacos


Em meio a Fall Seasons, Hiatos, Hypes, Pilotos, Hits, Guilty Pleasures, Mid Seasons e adjacências, às vezes até os mais maníacos dos viciados em série ficam confusos. EU COPIEI esta lista do blog http://www.seriemaniacos.com.br/blog/dicionario-serie-maniacos/ pra poder entender algumas expressões e pra que vc tambem entenda

1×01, 1×02, 2×02… : Essa é bem fácil e fica ainda mais se visualizarmos assim: 1 (temporada)x01 (episódio na temporada). E para facilitar ainda mais, um exemplo: House 5×15, que seria o décimo quinto episódio da quinta temporada de House.


Cliffhanger (gancho): É aquele final de episódio ou temporada que corta a trama no clímax da história e nos deixa morrendo de curiosidade. É o tipo de final que nos obriga a assistirmos o episódio seguinte. Pense em Lost, 24 Horas ou Battlestar Galactica.

Crossover: É quando uma série cruza com outra. Geralmente são séries do mesmo canal, e a união das duas em um episódio é uma forma de aumentar a audiência de ambas. Temos como exemplo o pessoal de Private Practice aparecendo em Grey’s Anatomy, o Stewie de Family Guy aparecendo em Bones e os CSI’s das diferentes cidades se encontrando.

Emmy Tape: A banca de jurados do Emmy precisa escolher as séries que serão indicadas ao prêmio, mas é óbvio que não tem como assistir a todas as séries exibidas no momento. O que os realizadores das séries fazem? Enviam aquela fita com o melhor momento da série, o filé mesmo, pra ganhar o interesse do votante. Essa fita é a Emmy Tape.

Fall Season: É a época do ano em que grande parte das principais séries voltam a ser exibidas nos EUA. O nome fall season faz referencia a estação do ano em que isso acontece, o outono (fall), que para o hemisfério norte começa em setembro. É quando volta House, Greys Anatomy e etc.

Fierce: Basicamente, é algo f%da. É a abertura de America’s Next Top Model, é o figurino de Gossip Girl, é uma roupa avant-gard em Project Runway. É um f%da pra-frentex, se é que me entendem.

Flashback: Quando uma série retorna no tempo, para mostrar uma cena que pela linha cronológica da série já aconteceu. Geralmente representa alguma lembrança de um personagem. Alguém disse Lost?

Flashfoward: Sabe o flashback ai em cima? É a mesma coisa, só que se mostra o futuro, o que irá acontecer. O melhor exemplo é novamente Lost.

Frak: Termo criado na série Battlestar Galactica e que está sendo amplamente utilizado por série maníacos mundo a fora. Basicamente significa fuck, aqui poderia ficar como foda-se ou porra, algo assim.

Guilty Pleasure: É aquela série que você adora assistir, mas morre de vergonha e esconde isso de todos os seus amigos. Não se preocupe, todo mundo tem uma dessas. A minha é… (I’ll never tell!)

Hiato: Alguns seriados ficam um tempo sem serem exibidos durante sua temporada regular, tanto pode ser algumas semanas, como até meses. Esse intervalo é chamado de hiato. Como exemplo, temos Prison Break, que interrompia sua temporada durante meses, enquanto era exibida a temporada de 24 Horas.

Hit: Um sucesso. A série que mais deu certo durante uma temporada, que caiu no gosto dos blogueiros. Uma True Blood da vida.

Hype: É o burburinho, os comentários de boca a boca que uma série traz. Às vezes corresponde, como em Glee, às vezes é uma decepção, como em Fringe. Não dá pra confiar muito no hype.

Jerry: É a premiação máxima dos blogs tupiniquins. É a premiação da Sociedade dos Blogs de Séries, que num futuro espera receber o mesmo reconhecimento que o Emmy já teve.

Jump the Shark: Ao pé da letra, “pular o tubarão”. Surgiu em um episódio de Happy Days, onde o personagem Fonzie pulou um tubarão em uma cena. O sentido mesmo é quando você está acompanhando sua série ótima, e de repente acontece algum evento tão ruim, mas tão ruim que faz com que a série toda vá ladeira abaixo, e nunca mais volte a ser boa. Como exemplos temos a Felicity cortando o cabelo, a tia Vivian de Um Maluco no Pedaço sendo trocada…

Lead in: É o programa que é exibido antes de outro, geralmente com a missão de manter a audiência do que vem a seguir. Por exemplo, quando American Idol, que possui grande audiência, está sendo exibido, ele é o lead in das séries que vem em seguida, que são favorecidas pelo grande público que assiste o reality show. Mais do que tudo, é um conceito estratégico para maior alcance de público. Outro exemplo é Grey’s Anatomy, que é lead in de Private Practice.

Lead out (ver lead in): Se lead in é o programa que vem antes, lead out é o que vem depois, com a missão de reter a audiência do que foi exibido antes. Pode ser extremamente bem sucedido, como a dobradinha NCIS e The Mentalist, ou desastroso, como quando exibiram The OC depois de American Idol.

Mid Season: É a baixa temporada do mundo das séries. As temporadas dos principais shows terminaram e só devem voltar em setembro, quando a Fall Season recomeça. Mas não precisa entrar em desespero. Só porque todas as séries que você assiste estão em hiato, não significa que a Mid Season seja o fim do mundo. Esse ano, por exemplo, a Mid Season está exibindo a excelente segunda temporada de True Blood.

Mid Season Finale: É o episódio que vem antes do hiato de uma série. Ainda não é o season finale, já que a temporada não acabou, mas por geralmente terminar com um gancho, para prender a audiência durante o período em que a série ficará afastada, é considerado como um mini-finale. Exemplo: Burn Notice, que teve sua temporada interrompida e só volta no fim do ano. O último episódio exibido antes da pausa é o Mid Season Finale.

MVP: É a sigla Most Valuable Player, termo usado pela imprensa americana para indicar o melhor atleta em um evento esportivo. Foi adotada pelos fãs de seriados para indicar os atores que tiveram a melhor performance em um determinado episódio.

Nielsen: Nielsen seria o IBOPE, dos seriados americanos, só que medido em milhões de telespectadores, não em pontos. Simples assim.

Piloto: O primeiríssimo episódio que uma série produz. Muitas vezes, o piloto serve como um teste, podendo até ter seus rumos modificados nos episódios seguintes, de acordo com a resposta do público. Não é raro ver os pilotos vazarem antes mesmo das séries estrearem.

Season Finale: Basicamente é o último episódio da temporada de um seriado que irá continuar a ser exibido.

Season Premiere: Se uma série estreante passou no teste e irá voltar numa segunda temporada, a partir de então, todo primeiro episódio da temporada será conhecido por season premiere.

Series Finale: É o último episódio de uma série. Tanto pode ser planejado e fechando as pontas da história, como pode simplesmente acabar sendo um episódio qualquer, quando ela é cancelada abruptamente.

Series Premiere: É o início de uma série. Basicamente a exibição da versão final do piloto.

Shipper: Derivado da palavra relationship (relacionamento em inglês) é como se denominam as pessoas que torcem para que um casal de alguma série ficar junto. Acredita-se que o termo tenha surgido entre os fãs de X-Files, que torciam pelo romance entre Mulder e Scully. Os fãs ainda criam nomes para os seus ships (como são chamados os casais) favoritos, em X-Files, por exemplo, Mulder&Scully virou MSR(Mulder/Scully romance).

Showrunner: É o todo poderoso de uma série, ou para ser mais especifico, o produtor que tem a decisão final em todas as questões da série. Geralmente essa pessoa é também roteirista da série. Um bom exemplo é o Alan Ball, criador, roteirista e manda chuva de True Blood. Mas temos também o Joss Whedon, Josh Schwartz…

Sociedade dos Blogs de Séries: Uma criação de Juliano Cavalca(nte) e Anderson Vidoni. É onde estão reunido os mais importantes blogueiros de séries. Eles criam tops mensais dos melhores episódios exibidos e também possuem alguns rankings. Além de uma premiação que já está se tornando tradicional, o Jerry.

Spin-Off : É uma série que deriva de outra. Pode acontecer quando algum personagem é tão carismático, e a série faz tanto sucesso que ele engata um programa próprio, como a Addison, que saiu de Grey’s Anatomy para estrelar sua própria série, como o mesmo personagem, em Private Practice. Como exemplos também temos Angel, que saiu de Buffy, e os milhões de filhotes de CSI, que saíram do original.

Spoiler: Traduzindo do inglês Spoiler, que vem do verbo “to spoil”, é estragar alguma coisa. No mundo das séries Spoiler é uma informação sobre o que vai acontecer no programa que estraga toda a surpresa para quem ainda não assistiu. Vamos dar o exemplo de The OC, você que ainda não viu ou está vendo, não gostaria de saber que a Marissa, né?

Temporada (season): É um conjunto de episódios de uma série. Todo ano temos esse conjunto sendo exibido. Então, normalmente, uma temporada é igual a ano. Ou seja, tu pode chamar de segunda temporada ou ano dois. Tanto faz, o que interessa mesmo é que normalmente esse conjunto fica entre 20 a 26 episódios. Se for de TV a cabo normalmente diminui, algo entre 12. Se for inglesa, se prepare para míseros 6 episódios por temporada.

Upfront: É aquele momento em que as emissoras dão apresentações oficiais para revelar os novos projetos, novos rumos e, mais importante que tudo, o que foi cancelado e o que volta para nova temporada. Mais emocionante que apuração de escola de samba, temos como exemplo o caso de Chuck, que ficou na berlinda até o último segundo.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...