quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Tadeu Schmidt


Fonte http://www.correiodeuberlandia.com.br/texto/2008/05/19/3386/tadeu_schmidt_era_jogador_de_volei.html
Com 1,92 metro de altura e corpo de atleta, Emanuel Tadeu Bezerra Schmidt, irmão do cestinha olímpico mais famoso do Brasil, Oscar, também já esteve em quadra, suando a camisa pela seleção brasileira juvenil de vôlei. Mas foi no papel de jornalista que esse moreno de 33 anos e sorriso fácil, marca um ponto atrás do outro.

Tadeu afirma à Nova que nunca planejou trabalhar na televisão. Trocou as redes pelo microfone meio na marra. “Fui dispensado da seleção e fiquei arrasado. Minha vida girava em torno da equipe e desisti de jogar por um clube. Hoje me arrependo pela falta de persistência, porque desanimei cedo demais”, analisa.

Sem ter o que fazer da vida, o rapaz resolveu prestar vestibular, mas conta que ainda não sabia qual profissão abraçar: “Preenchi ficha de inscrição para as faculdades de direito, computação, publicidade, jornalismo. Achava que não tinha vocação para nada, mas parado não podia ficar”.

Depois de ensaiar um estágio como publicitário e dois empregos como repórter iniciante, acabou contratado pela Rede Globo, em Brasília. Em 2000, recebeu o convite para trabalhar e morar no Rio de Janeiro. Ao vê-lo esbanjando desenvoltura na telinha ninguém imagina que ele seja tímido, mas é, e muito! Ele conta que chegou a passar por mal-educado inúmeras vezes por não conseguir dizer nem bom-dia aos colegas. “Com o tempo aprendi a quebrar o gelo e hoje me viro bem. O engraçado é que não tenho problema em falar para as câmeras”, comenta.

Tadeu afirma que adora o que faz, mesmo tendo que madrugar para entrar no ar às 7 horas no Bom Dia Brasil: “Procuro transmitir às pessoas informação com entretenimento. Usar a criatividade é uma das coisas de que mais gosto na profissão.

Casado há quase dez anos e com duas filhas pequenas, Valentina, de 6 anos, e Laura, de 4, Tadeu não esconde o seu lado coruja: “As meninas são lindas, espertas, maravilhosas”. Questionado se é romântico, o jornalista diz que costuma fazer pequenas surpresas para a esposa, Ana Cristina, como antecipar o retorno de uma viagem de trabalho quando ela menos espera. Agora mesmo imagina o que fará para driblar a saudade ao embarcar para Pequim, para cobrir os Jogos Olímpicos por um mês inteiro.

Ele é criticado ,muita gente diz que as reportagens deles são pobres ,infantis e dão sono,dizem tembem que ele tenta em vão dialogar com a imagem,pois ele podia ser assim no começo, hoje ele é um dos melhores reporteres ,esportivos do Brasil.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...