sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Adair Tishler




A jovem atriz americana Adair Tishler nasceu em 3 de outubro de 1996. Atualmente ela interpreta Molly walker na serie de tv Heroes. Ela foi indicada e ganhou um Young Artist Award 2008(melhor artista jovem) de Melhor Desempenho em uma Serie de TV por esse papel.

Ela também tem participado em produções de teatro , e ela esta aparecendo em vídeos de música, ela aparece no clipe de Martina McBride God's Will.

Seus outros desempenhos incluem o papel de Carrie, a curto comédia 'Six and the City' juntamente com Channing Nichols. Tishler tem também apareceram na série hit WB, Charmed em sua temporada final.


se você não assistiu a Heroes não leia,pode estragar a supresa.
molly walker


No início de HEROES Molly não apareceu muito. Seus pais foram mortos por Sylar: seu pai foi congelado e teve o cérebro removido e sua mãe foi colocada na parede, pendurada por vários utensílios domésticos. Ficou escondida no armário da escada até ser encontrada por Matt Parkman, que ouviu o choro dela, e depois disso fica sob custódia do FBI.

Molly fica sendo protegida pelo FBI até Sylar encontrá-la, matar o agente que a protegia e tentar matá-la, só que ele é impedido por Matt e a agente Audrey Hason. Depois disso sabe-se que ela foi encontrada pela Companhia e foi usada para usar seu poder e rastrear pessoas com poderes ao redor do mundo.

Molly adquiriu o vírus que matou a irmã de Mohinder, Shanti, e logo começou a perder seus poderes. Como corria risco de morrer, a companhia avisa a Mohinder Suresh sobre o estado de saúde de Molly e lhe pede ajuda. Mohinder descobre que o sangue de Molly está alterado e ao mesmo tempo descobre a cura, o seu próprio sangue.

Ao ser salva, Molly recupera seus poderes e fica sendo protegida por Mohinder. Matt e Noah Bennet vão para Nova Iorque fazer que a companhia pare de detectar outras pessoas com super-poderes, neste caso, matando Molly. Matt, que tinha uma grande relação com Molly, decidiu não ajudar Bennet e logo depois Molly usa seus poderes para achar Sylar

Molly começa a ter pesadelos com um homem que ela diz poder vê-la, Matt e Mohinder, que agora são "guardiões" de Molly, começam a se preocupar com estado dela. Matt lê seus pensamentos e ouve vozes familiares, que mais tarde se descobre ser do pai de Matt, Maury Parkman.

Logo após Mohinder encontra Molly em coma, e não sabe como salvá-la. Matt se infiltra na mente de Molly e começa a ver sua casa de infância e usa seus poderes para invocar seu pai. Matt consegue escapar de seu pai com Molly, que acorda, e Matt promete a Mohinder que seu pai não vai mais perturbá-la.

Indiana jones


O personagem de filmes Indiana Jones foi criado por Steven Spielberg e George Lucas e vivido por Harrison Ford,

Nos anos 90, George Lucas produziu e realizou uma série, Young Indiana Jones Chronicles (O Jovem Indiana Jones), com Sean Patrick Flanery ou Corey Carrier interpretado o personagem aos 17 e 10 anos, respectivamente. George Hall interpretava o herói com 93 anos, e um episódio teve a participação de Harrison Ford como Indiana nos anos 50.

A série mostrava diversas aventuras de Indy ao redor do mundo, e seu encontro com personalidades históricas como Leon Tolstói, Pancho Villa ou Charles de Gaulle.

George Lucas teve idéias para dois filmes inspirados nos seriados dos anos 30, uma de ficção científica no estilo Buck Rogers e Flash Gordon, e outra de ação inspirada na Republic Pictures e Doc Savage, com um arqueólogo aventureiro. A primeira se tornou Star Wars, e a segunda Lucas primeiro transformou no roteiro The Adventures of Indiana Smith, que com a colaboração do roteirista Philip Kaufman, que sugeriu usar a Arca da Aliança, se tornou Raiders of the Lost Ark. Em 1977, Steven Spielberg se encontrou com Lucas dizendo que queria dirigir um filme da série James Bond, Lucas ao invés disso ofereceu-lhe Raiders dizendo que era "melhor que James Bond". Spielberg gostou, mas pediu para trocar o sobrenome do herói, e logo Lucas sugeriu "Jones". O contrato com a Paramount Pictures previa 5 filmes de Indiana Jones, mas Spielberg prometeu a Lucas apenas três.

Spielberg queria Harrison Ford no papel, mas Lucas resistiu, dizendo que ele já participara de muitas produções suas (American Graffiti e a trilogia Star Wars). Tom Selleck foi escolhido, mas seu contrato com a série Magnum, P.I. o impediu de participar. Spielberg sugeriu Ford novamente, e Lucas dessa vez permitiu.


ver mais em


segunda-feira, 27 de outubro de 2008

The cheetah girls

ver mais em The Cheetah Girls Brasil
The Cheetah Girls é um grupo formado por atrizes e cantoras inspirado na série de livros The Cheetah Girls, e mais conhecido pela sua atuação nos filmes da Disney Channel.

Em,2003 foi lançado um filme original da Disney Channel chamado As Feras da Música que foi inspirado na série de livros da escritora Deborah Gregory. Nos livros Deborah contava a história de 5 garotas que tinham um grupo chamado Cheetah Girls e suas aventuras rumo ao caminho do estrelato.

Umas das personagens do livro(Anginette) não foi incluída no filme por motivos desconhecidos mas as outras quatro Cheetahs:Galleria,Dorinda,Chanel e Aquanette estavam lá. Elas foram interpretadas,respectivamente,por Raven-Symoné,Sabrina Bryan,Adrienne Bailon e Kiely Williams.

O filme falava sobre 4 amigas que formavam um grupo e lutavam pra chegar ao topo das paradas musicais,mas elas tinham que lhe dar com suas diferenças racias,diferentes culturas e diferentes origens e fazer que sua diferença as una mais.

Terminado o filme,Adrienne,Kiely,Sabrina e Raven voltaram a ser apenas Adrienne,Kiely,Sabrina e Raven e deixaram as Cheetah pra trás. Mas em 2004 á convite da Walt Disney Records Kiely,Sabrina e Adrienne viraram as Cheetah Girls de verdade. Raven não aceitou entrar pro grupo por causa de sua carreira solo.

As Cheetah estreiaram com o CD Cheetah-Licious Christmas no final de 2005,e continuam com o grupo até os dias atuais.

Casablanca

copia barata de http://pt.wikipedia.org/wiki/Casablanca_(filme)
ver mais em Casablanca: meu filme favorito (orkut)

Casablanca é um filme clássico do cinema americano .Ele é de 1942, do gênero drama, dirigido por Michael Curtiz. O roteiro é baseado em peça teatral de Murray Burnett e Joan Alison.

Conta a saga daqueles que tentavam fugir da Europa, ocupada pelos nazistas, para os Estados Unidos.

A cidade de Casablanca, então localizada no Marrocos governado pela França de Vichy, era o penúltimo ponto na rota à América. Os refugiados que ali residiam necessitavam de um visto (Letter of transit) para Portugal, e apenas em Lisboa embarcariam em um navio para o Novo Mundo. E um dos locais de encontro era o bar Rick´s. Seu dono, Rick Blaine, é um homem que tenta não se envolver com a política, pois seu estabelecimento é frequentado por todos os tipo de cliente, como nazistas, aliados e ladrões, entre outros. Rick também é amigo do corrupto Capitão Renault.

Um dia um major alemão vai a Casablanca em busca de um ladrão que havia roubado duas letter of transit. O casal que necessitava destes documentos para sua fuga à América era Ilsa Lund e Victor Lazlo, importante líder da resistência tcheca.

Rick e Ilsa se encontram e relembram o passado que tiveram juntos. Na tela, a música imortal deste relacionamento (As time goes by) é interpretada por Sam.

Provavelmente é o filme com os melhores e mais memoráveis diálogos da história do cinema, muitos deles com um leve toque de cinismo. Um de seus diálogos mais famosos é entre Ilsa (Bergman) e Sam:



Ilsa: Toque uma vez, Sam. Pelos bons velhos tempos.
Sam: Eu não sei o que você quer dizer, Senhorita Ilsa.
Ilsa: Toque, Sam. Toque "As Time Goes By".


O filme têm várias falhas, sendo a mais proeminente relativa às "cartas de trânsito" (letters of transit) que permitiria a seus portadores deixar o território da França de Vichy. Não é claro se as cartas foram assinadas pelo General Maxime Weygand de Vichy ou o líder da França Livre General Charles de Gaulle. Nas legendas em inglês do DVD oficial, lê-se "de Gaulle", enquanto me francês lê-se "Weygand".

Weygand foi o General-Delegado para as Colônias do Norte da África até um mês antes da estréia do filme (e um ano após o roteiro ter sido escrito). De Gaulle, enquanto líder do governo da França Livre, inimigo do regime de Vichy que controlava o Marrocos, foi condenado à prisão perpétua em corte marcial por traição em 2 de agosto de 1940. Assim, uma carta de trânsito assinado por De Gaulle não teria utilidade.
Elenco:
Humphrey Bogart .... Richard Blane
Ingrid Bergman .... Ilsa Lund Laszlo
Paul Henreid .... Victor Laszlo
Claude Rains .... capitão Louis Renault
Conrad Veidt .... major Heinrich Strasser
Sydney Greenstreet .... Senor Ferrari
Peter Lorre .... Ugarte
Madeleine LeBeau .... Yvonne
Dooley Wilson .... Sam





sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Os Simpsons e o Chapolin Colorado

fonte: wikipedia(na verdade foi uma copia barata);

O criador de Os Simpsons, Matt Groening declarou que o personagem secundário Bumblebee Man ('Homem-Abelhão'), um mexicano que vive em Springfield vestindo uma roupa de abelha a qual raramente tira, foi criado após Groening ter assistido a um episódio de O Chapolin Colorado na televisão de um motel na fronteira dos Estados Unidos com o México.

Em homenagem ao criador e personificador do Chapolin original, Roberto Gómez Bolaños, o nome do homem por trás da fantasia de Bumblebee Man é Pedro Chespirito (apelido de Roberto Bolaños no México), estrela de um programa humorístico do canal 8 da rede de televisão local. Originalmente o programa do Chapolin Colorado era transmitido pelo Canal 8 na televisão Mexicana. Vale notar que vários personagens de Os Simpsons se divertem assistindo ao programa de Chespirito/Bumblebee Man, incluindo Homer e o palhaço Krusty que em uma ocasião, assistindo a uma das trapalhadas do herói abelha, comenta em risadas consigo mesmo: "I gotta steal that bit." ("Eu preciso usar isso.").

The Spirit



fontes http://www.bricabrac.com.br/fset_hqs_spirit.htm?main_hqs_spirit_01.htm~Main


http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Spirit



Lançado ao mundo dos quadrinhos em 2 de junho de 1940, The Spirit foi criado pelas mãos e a genialidade do norte-americano Will Eisner. Nesta época a febre por heróis fantasiados tomava conta dos leitores dos "comics" (ex.: Superman - 1938 e Batman - 1939), tanto que Will acabou convencido por amigos e leitores a "mascarar" seu personagem. Nas primeiras histórias, Spirit aparecia de rosto limpo. Will achava a máscara ridícula, mas incorporou o "disfarce" ao seu herói.


Falar do Spirit e de Will Eisner aqui, seria literalmente chover no molhado, quando iniciamos a pesquisa (22/08/2001) para esta seção, só no mecanismo de busca Altavista, foram encontrados 24.901.776 registros com o nome de Will Eisner, isto mesmo, quase 25 milhões de páginas que fazem alusão àquele que é um dos maiores expoentes dos quadrinhos no mundo.Resolvemos então, contar rapidamente (porém com detalhes) a história do personagem, de seu criador e mostrar o que foi publicado do Spirit no Brasil, é claro que não temos tudo, portanto contamos com a colaboração dos nossos visitantes para nos enviar o que estiver faltando de informações sobre O Espírito, em suas aparições pelo território nacional.Para os interessados em mais informações sobre o Spirit, temos certeza de que ficarão saciados com o que puderem encontrar pela web afora.


As histórias de The Spirit tinham sete páginas cada. As 16 páginas da seção do jornal normalmente incluíam mais duas histórias com quatro páginas cada (inicialmente Mr. Mystic e Lady Luck). A história mostrava semelhanças com Batman e Dick Tracy com vilões coloridos e era contada em sequência rápida.
Durante a Segunda Guerra Mundial Eisner se alistou no exército. Na ausência dele, o sindicato que comercializava seus quadrinhos passou a usar escritores e artistas fantasmas para continuar a história. Porém, muitos fãs acreditam que as melhores histórias são aquelas que Will Eisner escreveu e desenhou. Eisner desenvolveu um estilo cinematográfico; com o uso de sombras e ângulos diferentes de visão, e desenhava de forma que o leitor se identificasse com o personagem. O título "The Spirit" era normalmente integrado ao fundo ou a paisagem da primeira página de cada série.
The Spirit parou de ser publicado em meados dos anos cinqüenta quando passaram a ser publicadas as " histórias de Trip to the Moon " por Eisner e Wally Wood.
Levando em consideração as características atuais, The Spirit foi publicado por muitos anos. Kitchen Sin Press publicou reimpressões extensas da série, primeiro em formato grande e preto e branco e como os tradicionais livros que eram vendidos no comércio. Antes mesmo do falência da editora, uma nova série de The Spirit passou a ser produzida por muitos talentos dos quadrinhos. Atualmente a DC Comics está relançando a série. A última aparição de The Spirit (produzida por Eisner) está em um número recente de The Escapist, publicação da Dark Horse Comics.
Em 2008, no Brasil, foi publicado um encontro entre Batman e The Spirit escrito por Jeph Loeb com arte de Darwyn Cooke.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Carl Barks



Carl Barks nasceu em Merrill, Oregon, 27 de Março de 1901e morreu dia 25 de Agosto de 2000.Ele foi um famoso ilustrador dos estúdios Disney e criador de arte seqüencial, responsável pela invenção de Patópolis e muitos de seus habitantes: Tio Patinhas (1947), Gastão (1948), Irmãos Metralha (1951), Professor Pardal (1952) e Maga Patalógika (1961), entre outros. A qualidade de seus roteiros e desenhos lhe rendeu os apelidos O Homem dos Patos e O Bom Artista dos Patos. O autor de quadrinhos Will Eisner chamou-o de "Hans Christian Andersen dos quadrinhos"(Hans Christian Andersen foi o criador de O patinho feio).Carl Barks influenciou outros artistas. Talvez o mais famoso seja Steven Spielberg, que baseou ao menos duas cenas dos filmes de Indiana Jones em roteiros do "Homem dos Patos". A seqüência da pedra que rola na direção do personagem de Harrison Ford, em Os Caçadores da Arca Perdida, é baseada no "Quebra-Crânio Rugidor" idealizado por Barks na história "As Cidades do Ouro", de 1954. A inundação da mina em Indiana Jones e o Templo da Perdição foi inspirada em parte do roteiro de "As Minas do Rei Toleimon", de 1958.
De acordo com a descrição de Carl de sua infância, ele era uma criança bastante só. Seus pais possuíam uma milha quadrada (2,6 km²) de terra que serviu como sua fazenda. O vizinho mais próximo vivia a meia milha (800 m), mas ele era mais como um conhecido dos pais de Barks do que um amigo. A escola mais próxima ficava a aproximadamente duas milhas (3 km) e Carl tinha que caminhar aquela distância diariamente. A área rural tinha poucas crianças, porém, e Barks se lembrou que sua escola só tinha mais uns oito ou dez alunos.

As lições iam das nove horas da manhã às quatro horas da tarde, quando ele tinha que voltar à fazenda. Lá ele não tinha ninguém para conversar, pois seus pais estavam ocupados e ele tinha pouco em comum com seu irmão.

Em 1908, William Barks (em uma tentativa para aumentar a renda familiar) se mudou com sua família para Midland, Oregon, algumas milhas ao norte de Merril, por ser mais próxima das (então novas) linhas da estrada de ferro. Ele estabeleceu uma fazenda de criação de gado e vendia sua produção para os matadouros locais.

Clyde, de nove anos, e Carl, de sete, lá trabalharam por longas horas. Mas Carl se lembrou mais tarde que a multidão que se reuniu na feira de Midland deixou nele uma impressão muito forte. Isto era de se esperar, pois ele não estava acostumado a multidões. De acordo com Carl, o que mais chamou sua atenção foram os vaqueiros que freqüentavam o mercado com seus revólveres, davam apelidos estranhos um ao outro e tinham senso de humor.

Antes das 1911, eles tinham tido êxito suficiente para se mudar para Santa Rosa, Califórnia. Começaram cultivando legumes e montaram alguns pomares. Infelizmente, os lucros não eram tão altos quanto William esperavam e a família começou a ter dificuldades financeiras. A ansiedade de William provavelmente foi o que causou seu primeiro colapso nervoso.

Assim que William se recuperou, tomou a decisão de voltar para Merrill. O ano era 1913, e Carl já tinha doze anos; mas, devido às mudanças freqüentes, não tinha ainda conseguido completar a escola primária. Retomando seus estudos, Carl conseguiu se formar em 1916.

1916 serviu como um momento decisivo na vida de Carl por várias razões. Primeiro, Arminta, sua mãe, morreu neste ano. Segundo, seus problemas de audição, que já existiam, ficaram sérios a ponto de Carl ter dificuldade para escutar o que os professores diziam. Sua audição ficaria cada vez pior, mas ele ainda não tinha comprado um aparelho auditivo; mais à frente, ele não poderia passar sem um aparelho. Em terceiro lugar, a escola secundária mais próxima da fazenda ficava a 8km, e mesmo que ele se matriculasse provavelmente sua má audição traria problemas de aprendizagem. Muito decepcionado, Barks teve que decidir parar com sua educação escolar. Na ocasião ele era um adolescente bastante tímido e melancólico. Não seria muito diferente no resto de sua vida.

globo

A Rede Globo iniciou suas atividades no dia 26 de abril de 1965, no Rio de Janeiro. Foi fundada e dirigida pelo empresário Roberto Marinho até sua morte, em 2003, quando passou ao controle de seu filho, Roberto Irineu Marinho. Atualmente, a emissora é uma das maiores de toda a América e a terceira maior do mundo, assistida por 80 milhões de pessoas diariamente.
Em Julho de 1957, o Presidente da República, Juscelino Kubitschek, aprovou a concessão de TV para a Rádio Globo e, em 30 de Dezembro do mesmo ano, o Conselho Nacional de Telecomunicações publicou um decreto concedendo o canal 4 do Rio de Janeiro à TV Globo Ltda. Sendo assim a TV Globo do Rio de Janeiro foi criada no dia 26 de Abril de 1965.



fonte e muito mais em http://pt.wikipedia.org/wiki/Rede_Globo

Thundercats



Desenho animado de grande sucesso, Thundercats foi originalmente produzido pela Warner em 1983 mas só chegou à TV americana em 1985.A animação foi produzida por Pacific Animation Corporation, um grupo de estúdios japoneses,(portanto era um anime) incluindo a Topcraft, que mais tarde viria a formar o Studio Ghibli.A animação era agil, os roteiros eram bem caprichados e isso fez com que alem de crianças ,o público jovem, adulto e fãs de HQs tambem se agradavam com o desenho. Fugindo da destruição de Thundera, seu planeta natal, um grupo de felinos humanóides chega no terceiro planeta de um sistema solar.Assim como algumas outras séries, em meados da década de 1980, ThunderCats tinha um enredo simples e previsível. É oferecida uma longa batalha entre o bem (ThunderCats) eo mal (Mutantes) colocando-os em uma atmosfera que combinados de alta tecnologia e combate corpo a corpo. Os ThunderCats eram humanóides com aparências diferentes, e certamente habilidades felinas, enquanto os Mutantes foram identificados como criaturas mal e um tanto obscuras.Elementos semelhantes aos da cultura "egípcia", tais como os hieróglifos e outras referências indicavam que o Terceiro Planeta(ou terceiro mundo) foi o nosso próprio planeta, a Terra no futuro distante, a mais óbvia sendo que a Terra é o terceiro planeta do sistema solar De acordo com a proximidade de sua órbita com o sol.

Há previsão de que em 2010 lancem um filme dos Thundercats.

Diretor: Jerry O'Flaherty

Roteiro: Paul Sopocy



Michelle Langstone

ver mais em Michelle Langstone

A atriz Michelle Langstone nasceu dia 30 de Janeiro de 1979 na Nova Zelândia,e desde 1992,trabalha na televisão!Ela ficou conhecida como Dr. Katherine 'Kat' Manx de Power Rangers SPD,mas ela já participou de outros trabalhos na TV no cinema.

McLeod's Daughters
Luck Be a Lady (2006) .... Fiona Webb
Kiss of Death (2006) .... Fiona Webb
Truth Hurts (2006) .... Fiona Webb
Lost & Found (2006) .... Fiona Webb
The Calling (2006) .... Fiona Webb
Power Rangers: S.P.D. (2005) série .... Dr. Katherine 'Kat' Manx/Kat Ranger
The Strip (2002) série .... Tre (2003)
Being Eve
Being Bad (2001) .... Miss Renee
Being Beautiful (2001) .... Miss Renee
Spin Doctors (2001) série .... Melissa Swann
Shortland Street (1992) série .... Susan Morris (2000)
Xena: Warrior Princess
Who's Gurkhan? (2000) .... Lana

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Lingua Klingon


Os klingons são uma 'raça' alienígena fictícia criada para a série Jornada nas estrelas.
Segundo a mitologia de Star Trek, os klingons são naturais do Planeta Qo'noS (pronuncia-se Kronos). Há milhares de anos desenvolveram uma avançada cultura, na qual havia conhecimento de astronomia, engenharia, medicina, direito e artes.
Suas ações imperialistas levam ao conflito com os governos da Federação dos Planetas Unidos (da qual fazem parte a Terra, Vulcano, Alpha Centauri, Telar e Denobulo, entre outros), e com o Império Romulano.
A cultura klingon se baseia basicamente nos ensinamenos do filósofo klingon Kahless (o inesquecível), com base na honra e na lealdade.A força bruta para os klingons pode representar força e poder

Existe também a língua klingon (tlhIngan Hol, em klingon), criada pelo respeitado filólogo Marc Okrand; também criador da língua artificial para o mundo da ficção científica chamada vulcan. Três livros já foram publicados em klingon, a saber: ghIlghameS (Gilgamesh), The Klingon Hamlet (Hamlet), e paghmo tIn mIS (Much Ado About Nothing).
A Wikipédia possui uma versão em Klingon
ver mais em Instituto de Linguagem Klingon
Klingon uma raça
Eu tenho sangue Klingon
IMPÉRIO KLINGON

Algumas frases e expressões em Klingon


Sim. (resposta a uma pergunta) - HIja'
Não. (resposta a uma pergunta) -
ghobe'
Sim, OK, eu farei isso. - Qo'
Olá. - nuqneH
O quê está
acontecendo? - qaStaH nuq?
Hã? - nuqjatlh?
Eu entendi. - jIyaj
Eu
não entendi. - jIyajbe'
Bom! (expressão de satisfação) - maj
A testa da
sua mãe é lisa! - HaB SoSlI' Quch! (o pior insulto para um klingon)
Onde é o
banheiro? - nuqDaq 'oH puchpa''e'
Venha aqui! - HIqhoS
Hoje é um bom dia
para morrer.- Heghlu'meH QaQ jajvam
Nós somos Klingons! - tlhIngan maH!
Cale a boca! - bIjatlh 'e' yImev (para mais de uma pessoa: Sujatlh 'e'
yImev)
Feliz Aniversário. - qoSlIj DatIvjaj
Abra a porta! - lojmIt
yIpoSmoH!

sábado, 4 de outubro de 2008

Ramón Valdés

ver mais fotos e outras coisas no site http://www.seumadruga.com.br/ o melhor site sobre o Seu madruga do Brasil

Don Ramón bem mais novo em uma foto muito antiga.

Ramón Gómez Valdés y Castillo é o nome completo desse ator que ficou conhecido como Seu Madruga.Ele nasceu na Cidade do México dia 2 de setembro de 1923 e morreu lá tambem dia 9 de agosto de 1988.Atuou em vários filmes no seu país desde a década de 1940, porém atingiu sua maior popularidade como"Don Ramón", ("Seu Madruga" no Brasil), no Chaves .Roberto Gómez Bolaños, o Chaves, sempre teve grande admiração por Ramón Valdés e dizia que era o único que o fazia "chorar de rir" durante as gravações dos programas, que duraram aproximadamente uma década. Seu personagem na Vila do Chaves, apesar do humor simples, trazia a situação da América Latina de desemprego generalizado e dependência de sub-empregos. Seja como pedreiro, vendedor ambulante de objetos usados ou leiteiro, ele sobrevivia enquanto o proprietário da vila, "Seu Barriga" (Edgar Vivar), não o expulsava da casa por não pagar o aluguel. No início da carreira, atuou em pequenos filmes junto com seus irmãos, também atores, e também com papéis nos filmes de Cantinflas, famoso comediante mexicano dos anos 60. Sem dúvida, sua carreira como "Seu Madruga" é reconhecida internacionalmente há várias gerações, o que faz dele um dos maiores comediantes da história da televisão mundial.

Curiosidades


  • Sabe-se que Ramón Valdés tinha uma memória privilegiada. Fora do estúdio vestia-se quase igual como no seriado, pois afirmava que com os Jeans podia sentar onde quisesse sem temer sujar a roupa.(segundo declarações de seu filho Rafael Valdés).
  • Também tinha rituais curiosos, como fumar um cigarro antes de dormir.
  • Apesar de, no seriado Chaves, Seu Madruga fugir da Bruxa do 71 (Angelines Fernandez), na vida real os dois eram muito bons amigos. Tanto que, quando Ramón morreu em 1988, a atriz passou a noite ao lado do corpo chorando e dizendo "Mi Rorro"(que particularmente,não sei a tradução). A atriz ficou tão decepcionada que começou a descuidar da saúde, e começou a envelhecer mais rapidamente.
  • O sucesso do personagem (Seu Madruga), foi tão intenso na TV, que uma remake criada pela CYBERGAMBA, chamada Super Magro World. O jogo é inteiramente inspirado entre duas celebridades, o ator Ramón Valdéz, e o herói dos videogames: Super Mário.
  • Ramón Valdés nunca pode desassociar sua pessoa do papel de Seu Madruga. Tanto as pessoas como os produtores não podiam vê-lo em outro papel. O ator confessou para a revista Actores&Actrices&Rumores que, depois de deixar o seriado Chaves, recebeu apenas quatro ofertas para atuar: as quatro eram pedidos de Chespirito para voltar a fazer o papel de Seu Madruga. De qualquer forma, sua carreira não terminou com a sua saída da turma do Chaves: atuou em diversas peças de teatro, duas no colégio de sua filha mais velha e uma no colégio de sua filha mais nova. Em todas as peças, fez o papel de Seu Madruga. Ramón voltou à televisão em 1981, quando Chaves havia se tornado um quadro do Programa Chespirito

silverhawks


Os ThunderCats já haviam dominado o mundo quando a Rankin/Bass Productions resolveu lançar mais um grupo de heróis,desta vez com ciborgues no lugar dos felinos de Thundera. Em 1988 surgia os Silver Hawks, um desenho repleto de ação,abertura com rock e boa animação com traços que relebravam as animações japonesas bem ao estilo dos Thunder Cats. Infelizmente Silver Hawks não tinha um roteiro tão bom como o de seu antecessor e por isso só rendeu uma temporada com 65 episódios.

Sediados na base intergalática conhecida como Ninho dos Falcões, bravos heróis metade-homem, metade-máquina são responsáveis por manter a paz no Universo.Eles são os Silverhawks e singram através do espaço sideral pairando com asas de prata por entre as estrelas. Comandados pelo combatente veterano Stargazer e liderados em campo pelo Tenente Quicksilver, os Silverhawks também são compostos pelos gêmeos Steelwill e Steelheart, além do garoto Copper-Kidd do Planeta dos Mímicos e Coronel Bluegrass, piloto da espaçonave Miragem , sempre acompanhado de sua guitarra capaz de disparar rajadassônicas e solinhos devastadores.Todos unidos para enfrentar o Monstro Estelar e sua quadrilha formada pela pior escória do Limbo.Não há um só bandido em todo o cosmo que não estremeça ao ver a figura reluzente do Falcão Biônico, a ave de rapina que é o símbolo-vivo da força dos Silverhawks em sua luta contra o mal.

fontes :Silverhawks(orkut)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Silverhawks

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

A grande familia




A Grande Família foi uma série de televisão brasileira produzida pela Rede Globo e exibida entre 26 de Outubro de 1972 e 27 de Março de 1975, às 21h00, tendo totalizado 112 episódios.Foi baseada, a princípio, no seriado norte-americano de sucesso All in the Family, tendo sido escrita por Max Nunes, Oduvaldo Viana Filho, Armando Costa e Paulo Pontes, e dirigida por Milton Gonçalves (1972) e por Paulo Afonso Grisolli (1973-1975) . A versão atual é um remake(nova versão) e a história era a mesma o cotidiano de uma típica família de classe média brasileira: o veterinário Lineu e da dona-de-casa Nenê, moram com seus filhos Tuco, Bebel, casada com Agostinho, Júnior, além do Seu Flor, pai de Nenê.
A narrativa dos episódios se concentrava numa família sempre muito unida, que tentava, à sua maneira, sobreviver às dificuldades financeiras e de relacionamento. As críticas sociais eram feitas de forma muito criativa, na tentativa de driblar a censura da época, embora nem sempre fosse possível fugir dos cortes implacáveis dos censores.
Em Março de 1975, a série passou a ser transmitida em cores.
Elenco
Jorge Dória - Irineu Silva
Eloísa Mafalda - Nenê (Irene Silva)
Osmar Prado - Júnior
Luiz Armando Queiroz - Tuco (Artur Silva)
Djenane Machado - Bebel (1972)
Maria Cristina Nunes - Bebel (Maria Isabel Silva Carrara) (1973-1975)
Paulo Araújo - Agostinho Carrara
Brandão Filho - Seu Flô (Floriano Silva)
O especial de Natal
Em 22 de dezembro de 1987, a Rede Globo exibiu um especial de Natal com A Grande Família, reunindo todo o elenco original mais convidados especiais. O programa mostrava como estava a família doze anos depois, com o nascimento dos netos de Lineu e Nenê.Curiosamente, o ator Pedro Cardoso apareceu no especial como o segundo marido de Bebel que, então, estava separada de Agostinho. Anos depois, Pedro Cardoso foi escolhido para ser o próprio Agostinho na nova versão do seriado.O programa não teve uma repercussão positiva.

Foi escrito por Marcílio Moraes e dirigido por Paulo Afonso Grisolli.
Elenco do especial de natal
Jorge Dória - Irineu Silva
Eloísa Mafalda - Nenê (Irene Silva)
Osmar Prado - Júnior
Luiz Armando Queiroz - Tuco (Artur Silva)
Maria Cristina Nunes - Bebel (Maria Isabel Silva Carrara)
Nuno Leal - Agostinho Carrara
Brandão Filho - Seu Flô (Floriano Silva)
Pedro Cardoso - Namorado de Bebel
Denise Bandeira - Esposa de Júnior
Aída Lerner - Esposa de Tuco

Em 29 de março de 2001, quinta-feira às 23h estreou a nova versão da série, que conseguiu audiência mesmo com o horário desfavorável e as mudanças que ocorreriam em 2002 na sua 2ª temporada, devido à Copa do Mundo e as eleições de 2002. O seu horário foi mudado em razão a essas mudanças para às quintas-feiras às 22h, onde estabilizou uma audiência e conseguiu o horário que antes pertencia ao Linha Direta.

Uma grande discussão é sobre o final da série: o elenco defendia que a 7ª temporada seria a final, enquanto os executivos do canal decidiram renová-la para uma 8ª temporada. O programa é o 2º mais longo seriado da emissora, após Você Decide, que teve 323 episódios e 9 temporadas.A série era pra ser apenas um especial de 12 episodios para relembrar a versão anterior,mas faz sucesso até hoje.






A Grande Família - 1972
1 min 22 seg
fonte :www.youtube.com

MIAMI VICE



A série teve 111 episódios de 50 minutos
Miami Vice foi uma série de televisão americana muito famosa nos Anos 80. A série se passa na cidade de Miami e gira em torno de dois policiais, os atores Don Johnson e Philip Michael Thomas. A "Miami Viciada" é retratada em meio a cartéis, corrupção e tráfico de drogas.

O primeiro episódio foi ao ar pela NBC em 16 de setembro de 1984. A série teve seu auge em 1986/1987 quando cada episódio chegou a custar 1 milhão de dólares, batendo recordes de audiência sucessivos em 1987.A série teve 111 episódios de 50 minutos

No Brasil, Miami Vice foi exibido com exclusividade pelo SBT em 1986 até 1990 quando a Rede Globo comprou os direitos da série. Todas as 5 temporadas foram exibidas na íntegra e sem cortes pelo canal de TV por assinatura USA de 1995 a 1999. As duas ultimas temporadas nunca foram ao ar na TV aberta. Em Portugal, foi exibida com o nome "Acção em Miami" pela RTP.


A tensão que emana das ruas e das suas figuras torna o ar irrespirável. A diferença entre criminosos e policiais é tênue, todos blefam compulsivamente sob cores pastéis, náuticos prédios art déco e envolventes luzes exageradamente coloridas da vida noturna. Ninguém é mais forte que esse jogo e poucos escapam desse vício, o verdadeiro protagonista do seriado, como seu nome já sugere. Alguns dos diálogos mais importantes não são falados: estão no rock instrumental de Jan Hammer e Tim Truman, bem como nas letras das músicas que dialogam com a narrativa, de Hoagy Carmichael a U2, de Bob Marley a Peter Gabriel.

Nessa cidade deliciosamente perdida, os "MTV Cops" Crockett e Tubbs são intérpretes de uma farsa. Apesar de mal terem dinheiro para uma conta no banco, a fauna local os conhece como Burnett e Cooper, dois “negociantes” de lucros duvidosos, desfrutando de barcos à vela e de corrida, indo a festas em carros Ferrari, em trajes como Versaci, Cerruti, Uomo, Hugo Boss e usando relógios Ebel ou Rolex. Claro, nada verdadeiramente deles. Para reforçar a vida dupla, o escritório Gold Cost Shipping Co. é a fachada do departamento de polícia em que trabalham, e nem na lista telefônica seus verdadeiros sobrenomes aparecem.

A série ganhou um filme que estreou em 25 de Agosto de 2006 e é estrelado por atores como Jamie Foxx (Detetive Ricardo Tubbs), Colin Farrell (Detetive Sonny Crocket), Gong Li (Isabella), Naomie Harris (Trudy Joplin), Luis Tosar (Arcángel de Jesús Montoya) entre outros.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...