terça-feira, 18 de dezembro de 2007


Hagar, o Horrível (Hagar, o Terrível, em Portugal) é o nome do personagem principal de uma tira em quadrinhos, ou banda desenhada, criada em 1972 por Dik Browne (Dik é apelido de Richard Arthur), distribuída a 1.900 jornais em 58 países e 13 idiomas.
As tiras são mundialmente distribuídas pela King Features Syndicate, a quem pertencem os direitos autorais, inclusive da marca "Hagar".A figura de um viking foi engendrada por Browne em 1972, em sua casa no Connecticut. O nome Hagar veio por acaso: certa feita, o próprio Dik acabara de acordar e seu filho mais novo, Chris, exclamou: "Olhe, mamãe! È Hagar, o horrível". As personagens secundárias foram, então, todas rebatizadas, respeitando-se a inicial H dos nomes. Os nomes originais se perderam.
As tiras são publicadas em 13 idiomas diferentes, em 58 países num total de mais de mil e seiscentos jornais.
Desde a aposentadoria de Dik em 1988 seu filho Chris têm cuidado das tiras pessoalmente, embora já tenha começado a ajudar o pai desde 1974. De 1989 a 1995 Chris escrevia e desenhava; de 1995 em diante os roteiros passaram a ser feitos por outros artistas.Hagar é um guerreiro Viking que freqüentemente tenta invadir a Inglaterra e outros povos.
O melhor amigo de Hagar, ao contrário do imaginário popular que toma os vikings como guerreiros musculosos, é um magrelo ou magricela covarde chamado Eddie Sortudo; Contracena ainda com sua família: a esposa Helga, o filho Hamlet, a filha Honi, a pata Kvack e seu cachorro Snert.
Embora respeitado profissionalmente (um dos maiores saqueadores e assassinos da Escandinávia) Hagar leva uma vida pessoal frustrada. Está sempre discutindo com a esposa Helga, que não está satisfeita com o padrão de vida que a família leva.
Para vergonha de Hagar, seu filho Hamlet está longe de ser um filho modelo: sem interesse por brigar, xingar e outros passatempos das crianças vikings, Hamlet está sempre lendo, filosofando e pensando sobre como algum dia poderá ser médico ou advogado.
A filha de Hagar, Honi, tem dezesseis anos e ainda não casou, sendo para os padrões da época já uma solteirona. Esta sim tem interesse em combater nas fileiras do pai, mas às vezes mostra um anseio por uma rotina mais comum de dona-de-casa.
O cachorro Snert não é muito subordinado ao dono, mas ainda assim se apresenta um companheiro mais útil e fiel a Hagar que seu melhor amigo, ironicamente chamado Eddie Sortudo, um viking franzino que usa um funil como chapéu. Sorte e raciocínio é o que mais falta a Eddie Sortudo que está sempre desobedecendo às ordens dadas por Hagar; quando não por insubordinação, simplesmente por não compreendê-las.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...