sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

benazir bhutto


Benazir Bhutto, em urdu بینظیر بھٹو, (Karachi, 21 de junho de 1953Rawalpindi, 27 de dezembro de 2007) foi uma política paquistanesa, duas vezes primeira-ministra de seu país, tornando-se a primeira mulher a ocupar um cargo de chefe de governo de um estado muçulmano moderno.Foi educada em Harvard e em Oxford, no Reino Unido, onde estudou Ciências Políticas e Filosofia. Filha do primeiro-ministro Zulfikar Ali Bhutto (1971-1977), ela voltou ao Paquistão em 1977, quando o general Muhammad Zia Ul-Haq aplicou um golpe de estado e depôs seu pai, executado em 1979. Bhutto assumiu, ao lado da mãe, a liderança do Partido Popular do Paquistão.

O assassinato de Benazir Bhutto, a ex-primeira-ministra do Paquistão e líder do oposicionista Partido Popular do Paquistão (PPP), ocorreu em 27 de dezembro de 2007. Ela foi morta em um atentado suicida, quando deixava um comício realizado no parque Liaquat Bagh, na cidade de Rawalpindi (a 12 km da capital Islamabad).[1][2][3] Um dia depois do ataque, um dirigente da Al Qaeda no Afeganistão assumiu a responsabilidade pelo assassinato da ex-primeira-ministra, embora o governo paquistanês não confirme a informação.
Bhutto estava em campanha para as eleições parlamentares, marcadas para o dia 8 de janeiro de 2008. A líder paquistanesa foi declarada morta às 18h16 no horário local (11h16 horário de Brasília), já no Hospital Geral de Rawalpindi. O atentado terrorista que tirou a vida de Bhutto também matou pelo menos 20 pessoas. Dois meses antes, um atentado terrorista de grandes proporções matou mais de 130 pessoas em Karachi, que festejavam o retorno de Benazir do exílio de oito anos.[4]

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...