segunda-feira, 13 de agosto de 2007

capitão 7


Capitão 7, o primeiro super-herói brasileiro, estreou em 1954 na TV Record - canal 7 de São Paulo, daí a origem de seu nome. A série ficou no ar por 12 anos, sendo que seus primeiros cinco foram transmitidos ao vivo. Os anos seguintes foram gravados em video-tape, mas todas as cópias foram perdidas em incêndios. Interpretado por Ayres Campos, falecido em 2003, o herói teve aproximadamente 500 episódios. Em seus últimos anos de vida, Campos tentava trazer seu personagem de volta à vida. Parece que conseguiu, apesar de não estar mais aqui para ver.O site Universo HQ informa que a Marisol, uma empresa da indústria têxtil, adquiriu os direitos para publicar as histórias do personagem em revistas em quadrinhos, numa parceria com a editora Profashional. Suas histórias são, a princípio, publicadas mensalmente dentro da revista Triplik, que pode ser encontrada nas livrarias LaSelva, Siciliano e Saraiva.


O super-herói brasileiro é uma mistura de Super-Homem, Capitão Marvel e Flash Gordon. A sua origem conta que o menino Carlos vivia com seus pais numa pacata cidade do interior paulista. Certo dia, eles ajudaram um alienígena perdido, que em retribuição, enviou Carlos para o Sétimo Planeta, onde foi educado por uma raça superior e desenvolveu habilidades especiais. Ganhou super-força, super-inteligência, capacidade de vôo e um uniforme atômico, que era azul com o número sete em amarelo no peito. Dentro de uma nave espacial, o Capitão 7 estava sempre disposto a enfrentar criminosos, sejam do espaço, da superfície e do subterrâneo da Terra.Como um simples humano, Carlos mantinha uma vida discreta, na pele de um tímido químico. Sua namorada chamava-se Silvana (Idalina de Oliveira), filha de um tenente da Interpol (Sílvio Silveira).

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...