terça-feira, 26 de junho de 2007

Papa-Léguas e Coiote

Papa-Léguas (no original, Road-Runner; em Portugal denominado Bip-Bip) e Coiote (no original: Wile E. Coyote; também conhecido Wile Coiote ou Coiote Coió) são personagens de desenho animado criados em 1949 por Chuck Jones para os estúdios Warner Bros. Um dos mais conhecidos Looney Tunes, são baseados em animais reais nativos dos desertos do sudoeste americano, o galo-corredor e o coiote.

O Coiote também apareceu em outros desenhos contra Pernalonga e um cão pastor chamado Sam.

Em seu livro Chuck Amuck, de 1989, Chuck Jones fez os 10 mandamentos do desenho do Papa-Léguas.

O Papa-Léguas não pode sacanear o Coiote; ele só deve correr e fazer “beep-beep” (porém, há dois episódios em que o Papa-Léguas dirigindo um ônibus atropela o Coiote).
O Coiote não pode ser afetado por nenhuma força externa: seu fracasso deve advir unicamente do uso de produtos Acme ou de sua própria estupidez. (uma vez violada por um trovão)
Wile E. Coyote poderia acabar com sua caçada a qualquer momento – não fosse ele um fanático. Entretanto, ele jamais desistirá, já que está sempre certo de que sua próxima tentativa será bem sucedida.
Está vetado qualquer diálogo, com exceção de “beep-beep!”, além das placas do Coiote. (porém em um curta o Coiote grita de dor e ri)
O Papa-Léguas nunca deve deixar a estrada. (Violada ocasionalmente)
Toda a ação deve se passar no habitat dos dois personagens: o deserto americano. (Violada uma vez, com constelações de Papa-Léguas e Coiote no céu)
Todas as ferramentas, armas e outros artefatos devem ser de origem Acme.
Sempre que possível, fazer da gravidade o pior inimigo do Coiote.
O Coiote sempre sai mais humilhado do que ferido de suas armações.
O público, no final das contas, é solidário ao Coiote.
Porém o animador Michael Maltese disse nunca ter ouvido essas regras antes, explicando todas as violações
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...